12 de fev de 2009

Contra o excesso de uso de álcool pelos jovens, parceria MIT e Provincia de Brascia-IT usa mídias móveis

O Laboratório de Experiência em Mídias Móveis do MIT produziu, em parceira com a administração da província de Brescia na Itália, o projeto "Contagious Social Media for Today's Youth". Para entender o briefing e todas as fases do processo (ainda não implantado), é só ir ao site do MIT: http://mobile.mit.edu/en/ridelink#tabs-phases-1.
Embora a intenção do projeto seja positiva, ao conjugar um bracelete wi-fi, celular, aplicativo web e uma instalação urbana, a concepção flerta perigosamente com o mesmo tipo de controle usado pelo sistema carcerário em presidiários. Note-se que na Folha de S. Paulo de ontem (11/2/09), Marcelo Coelho publicou o artigo "Escravidão Eletrônica", em que comentou as implicações do novo serviço do Google, o Latitude. “Inventaram um jeito de localizar as pessoas por meio do celular. O serviço Latitude, do Google, descobre o paradeiro do cidadão que estiver com o celular ligado, desde que ele concorde em se inscrever no programa. Em tese, como sempre, a invenção é boa (...) Mas o sistema inventado pelo Google transforma cada portador de celular num preso virtual”.
Embora não sejam iguais, o projeto MIT-Brescia parte do mesmo princípio do Latitude pois o jovem que concordar, irá utilizar um bracelete que irá emitir sinais avisando quando o nível de álcool tiver atingido o limite. Se ele decidir continuar bebendo, a rede avisará aos seus amigos para lhe darem carona via celualr, web ou até através de um totem instalado em uma praça pública. Leia o projeto e tire suas próprias conclusões.

1 comentários:

Vitório Tomaz disse...

Viva o admirável mundo novo. Viva o big brother.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails