31 de jul de 2009

O Papa é pop.


A gravadora Geffen UK, que tem como artistas Snoop Dogg e Pussycat Dolls entre outros, anunciou que lançará no final de Novembro um disco com a voz do papa Bento XVI. O pontífice deve gravar mensagens e músicas em várias línguas, como latim, italiano, francês, português, espanhol e alemão. O presidente da gravadora, Colin Barlow, afirmou que a voz de Ratzinger é incrível, e aposta que o disco terá boas vendas para o natal.



Resta saber se aqui no Brasil o Benedetto será tão pop quanto o modesto padre Marcelo.

Leia mais>>

"Da comunicação que temos à comunicação que queremos"


Nos dias 1, 2 e 3 de Dezembro desse ano ocorrerá em Brasília a
1ª Conferência Nacional de Comunicação, oportunidade para a sociedade brasileira demonstrar opinião sobre os rumos da nossa comunicação.

Sendo assim a Comissão Pró-Conferência São Paulo organizou um grande encontro aos interessados para debater a questão em São Paulo, no dia 01 de Agosto. Para saber mais sobre horários e cadastro acesse Pré-Conferência Paulista de Comunicação: Da comunicação que temos à comunicação que queremos.

Leia mais>>

Quem quer dinheiro?


Oito da matina e nada de conseguir dormir. Falhei em pegar no sono lendo um trecho de Ano Um, acabei ligando a TV pensando que seria uma boa para pregar os olhos. Péssima ideia.

O Sistema Brasileiro de Televisão fez sua fama nas décadas passadas pela sua programação popular de muito mal gosto, sempre com o forte apelo ao fácil dinheiro em prêmios. Mas sempre imaginei que o 'Quem quer dinheiro?' se limitava aos finais de Domingo e que era direcionado ao público maduro, fiél ao ícone que é o sr. Abravanel. Infelizmente, pelo que percebi, estava errado.


Pertencentes à programação matinal da emissora, e voltados ao público infantil, os programas 'Carrossel Animado' e 'Bom Dia e Cia' possuem o mesmo formato. Apresentadores mirins anunciam desenhos animados e interagem com os telespectadores por meio de jogos recreativos que valem prêmios. Os prêmios oferecidos variam entre brinquedos de baixo valor comercial à consoles da última geração de video games e computadores.

Essa semana, entretanto, a direção do programa resolveu substituir o Nintendo Wii da roleta de prêmios, dando às várias crianças que ligam para participar ao vivo a pequena chance de receber em casa seu brinquedo favorito, um cheque no valor de mil reais.

Não sei se há alguma lei que restrinja prêmios em dinheiro para crianças pequenas, mas se brindes em lanches do McDonalds levam pequenos à mal hábitos alimentares, cheques de mil reais levam pais à passarem as manhãs assistindo televisão com seus filhos.


Leia mais>>

29 de jul de 2009

Quem quer trabalhar em um setor multibilionário, que paga bem?

A açao 'Truth', contra os cigarros, saiu com novos filmes da campanha que mostra situaçoes que seriam entrevistas de emprego. Os comerciais são arrematados pela assinatura - 'Você tem o que é necessário para ser um executivo de fabricante de cigarros?'. No filme abaixo, um executivo fala para uma plateia de universitários. Pergunta quem, depois de se formar, quer trabalhar em uma indústria multibilionária, que paga bem e é à prova de recessao. Todos na platéia levantam as mãos. E vão assim até mudarem de idéia após a ultima pergunta - "Quem quer trabalhar num setor cujos produtos podem potencialmente ser responsáveis por 1 bilhao de mortes no século 21?". Para saber mais sobre a campanha, vale um pulo no site tretruth.com
E para ver o comercial, clique na imagem abaixo e dê sua opinião.



Essa nota vem do Blue Bus de hoje
Leia mais>>

28 de jul de 2009

Caminho das Índias atenta contra o Estatuto da Criança e da Adolescência

Realmente causa estranhamento o fato de o Poder Judiciário e as entidades defensoras das crianças e adolescentes não terem protestado ou se mobilizado contra a erotização precoce dos personagens Anusha e Hari na novela Caminho das Índias. Pressupõe-se que ela tenha no máximo 12 anos e ele uns 14. Ela é filha do casal vilão Surya e Amithab e ele é o "dalit" execrado pela sociedade, e esse romance adolescente parece absolutamente inofensivo podem dizer alguns. Mas não é. Como um produto cultural que atinge milhões de pessoas diariamente, o que Gloria Perez faz é incentivar a erotização infantil ao dar ares de normalidade a um jogo de sedução típico da idade adulta. E essa erotização interessa a quem? Às indústrias de calçados e roupas e maquiagem para adolescentes e pré-adolescentes, que se miram nos personagens da novela para suas seduções pessoais. Então, daqui a pouco surgem as sandálias Anusha e os turbantes Hari, ou seja, o que parece inocente, na verdade é extremamente questionável do ponto de vista ético, pois se o namoro entre pré-adolescentes pode até ser comum (e pode não ser) em nossa sociedade, não cabe a uma novela de imenso público como essa, incentivar tal prática. Acho q essa omissão ética da TV Globo ainda não apareceu pq, surpreendentemente, ainda não houve ação concreta alguma contra ela por quem de direito deveria defender a infância nesse país.
Leia mais>>

27 de jul de 2009

A contra propaganda do consumidor se sofistica: músico lança clip no You Tube contra cia. aérea e tem mais de 4 milhões de acessos



Essa eu li e reproduzo do site do CCSP (Clube de criação de SP). A matéria original, na íntegra, é da BBC.

Um músico canadense que teve seu violão danificado durante um vôo nos EUA se transformou em hit na internet.

Quase 4 milhões de pessoas já viram no YouTube um videoclipe que ele gravou com uma reclamação musicada contra a companhia aérea (assista aqui).

O sucesso do vídeo fez com que a United Airlines, que inicialmente havia se recusado a indenizar o músico, revisse sua posição.

O vídeo do músico Dave Carroll, intitulado "United Breaks Guitars" foi postado no começo de julho.

O incidente ao qual Carroll se referia ocorreu em março de 2008, durante uma escala em Chicago parte de um vôo de Halifax, no Canadá, a Nebraska, nos EUA, onde ele se apresentaria com sua banda de folk-rock, "Sons of Maxwell".

Segundo o músico, o conserto de seu violão quebrado durante o transporte custou 1.400dólares canadenses (o equivalente a R$ 2.425), mas a companhia inicialmente se recusou a pagar.

Após meses tentando, sem resultados, uma compensação da companhia, Carroll resolveu postar o videoclipe com a reclamação no YouTube.

“Vocês quebraram, deveriam consertar. Vocês são responsáveis, admitam. Eu deveria ter voado com outra companhia ou ido de carro, porque a United quebra violões”, diz ele na música.

Em uma cena do clipe, atores representando carregadores de bagagem jogam entre eles, sem cuidado, uma caixa de violão, que cai no chão, enquanto Carroll e outros passageiros veem a cena das janelas do avião.

A canção "United Breaks Guitars" é atualmente a 20ª mais vendida na lista do iTunes no Canadá, e as vendas dos CDs da banda "Sons of Maxwell" também subiram.

Além disso, a fabricante do violão danificado ofereceu a ele um novo instrumento para ser usado em suas próximas composições.

Carroll disse à BBC que, quando o seu vídeo no YouTube começou a fazer sucesso, a United escreveu uma carta a ele sugerindo compensá-lo pelo violão quebrado, mas ele diz ter negado e pedido à companhia que doasse o dinheiro a instituições de caridade.

O músico diz que em sua correspondência com a companhia ele prometeu compor três músicas sobre o incidente. Uma segunda música já estaria pronta e prestes a ser colocada na internet.

Em uma carta enviada a uma TV canadense, a United Airlines disse que está em contato com o músico e quer retificar seus erros no caso.

Um porta-voz da companhia disse ao jornal americano The Los Angeles Times que “o vídeo é excelente” e será usado em treinamentos internos sobre atendimento ao cliente.

Em entrevista à BBC, o músico disse que o sucesso do vídeo o surpreendeu. “Eu esperava ter um milhão de acessos em um ano”, disse.
Leia mais>>

23 de jul de 2009

Outro ótimo filme de Kuat_Continuando o post anterior

Neste filme "Metromusica", enviado pelo Rafael, a campanha de Kuat se desdobra no apelo lúdico e musical que continua com três elementos essenciais: o espaço urbano, representdo pelo metrô, a idéia do coletivo, uma ação só ganha força quando os outros acompanham, e a música, alma do enredo.


Leia mais>>

22 de jul de 2009

O apelo eco-artístico dos comerciais do guaraná Kuat

Mesmo tendo visto apenas uma ou duas vezes os filmes nem tão recentes de Kuat, o nivel de memorização deles me fez comentar essa campanha - do ponto de vista da minha recepção. Primeiro vi o filme do "nada está pronto", um belo enrendamento de imagens metonímicas que ilustram um texto redigido em cima deste mundo incompleto, onde tudo parece estar por fazer. Uma espécie de teaser pois não se identifica o anunciante.



No filme manifesto parte-se do mote "A gente muda. O mundo muda", e da aliteração de "emes", para construir uma poética apropriação do urbano pelo grupo de jovens que o protagonizam. A idéia da coletividade criativa, em que jovens (um grupo e não um indivíduo) transforma elementos "poluentes" em "artísticos" de forma quase singela tem força porque age pedagogicamente (sem ser chato) junto a um público refratário a lições de moral.



Ponto para Kuat e ponto para todos os envolvidos na campanha, que tem um filme complementar explicativo abaixo.


Leia mais>>

16 de jul de 2009

Solidariedade a Lúcio Flávio Pinto

Já haviamos publicado neste blog um post falando sobre a questão do jornalista Lúcio Flávio Pinto e os irmãos Maiorana.

Reproduzo agora o e-mail da professora Conceição com uma proposta de ação direta em apoio ao jornalista.

Peço, que todos que tiverem blogs, ou que puderem espalhar este abaixo assinado de alguma forma pela web o façam, não podemos permitir que orgãos de imprensa legitimos sejam exterminados por conglomerados da alienação.

Segue o e-mail:

Caros todos,

Estou enviando uma nota de desagravo e solidariedade a uma das vozes mais lúcidas da Amazônia, o jornalista Lucio Flavio Pinto. É por acreditar que apenas uma esfera pública realmente democrática pode mudar o triste destino a que a Amazônia parece condenada, sempre a mercê dos interesses de poderosos pouco ou nada comprometidos com a região, é que envio este email.

Leiam e, se concordarem, peço que atuem das seguintes formas:
  1. Enviem um email para adm.aalfp@gmail.com com suas assinaturas OU entrem direto no blog http://solidariedadelucioflaviopinto.blogspot.com/ e deixem um comentário com o nome, RG e profissão de vcs.
  2. No dia 22/7, próxima quarta, enviar quantas msgs puder para o presidente do TJ-PA, o desembargador Rômulo José Ferreira Nunes: des.romulo.nunes@tj.pa.gov.br e do fale conosco do Portal Maiorana (http://www.orm.com.br/) com mensagens de protesto.

Obrigada, forte abraço,
Conceição



=============================

ABAIXO-ASSINADO EM APOIO
AO JORNALISTA PARAENSE LÚCIO FLÁVIO PINTO

OBJETO
O repórter e editor do Jornal Pessoal, de Belém do Pará, Lúcio Flávio Pinto, foi condenado pelo juiz Raimundo das Chagas Filho, da 4ª Vara Cível da capital, a pagar uma indenização de R$ 30 mil aos irmãos Romulo Maiorana Júnior e Ronaldo Maiorana, proprietários das Organizações Romulo Maiorana, uma das empresas de comunicação mais influentes da Região Norte, cuja emisssora de TV é afiliada à Rede Globo. A sentença, expedida no último dia 6 de junho de 2009, refere-se a uma das quatro ações indenizatórias movidas pelos irmãos contra o jornalista que, em 2005, publicou artigo em um livro organizado pelo jornalista italiano Maurizio Chierici, depois reproduzido no Jornal Pessoal, no qual abordava as atividades de contrabandista do fundador das ORM, Romulo Maiorana, nos anos de 1950, o qu e teria motivado a ação, pois os irmãos consideraram ofensivo o tratamento dispensado à memória do pai. Além da indenização por supostos danos morais, o juiz ainda obriga o jornalista a não mais referir-se aos irmãos em
seus próximos artigos.

Lúcio Flávio Pinto, de 59 anos, em quatro décadas de jornalismo é um dos profissionais mais respeitados no Brasil e no exterior. Seu Jornal Pessoal resiste, de forma alternativa, há 22 anos, sem aceitar patrocínio ou anúncios, garantindo a independência de seu editor frente aos temas públicos do Pará, sobretudo na seara política. Por sua atuação intransigente frente aos desmandos políticos, às injustiças sociais e ao desrespeito aos direitos humanos, recebeu
prêmios internacionais importantes: em 1997, em Roma, o prêmio Colombe d’oro per La Pace; e em 2005, em Nova Iorque, o prêmio anual do CPJ (Comittee for Jornalists Protection). Além disso, é premiado com vários Esso. É também autor de 14 livros, tendo como tema central a Amazônia, sendo os mais recentes “Contra o Poder”, “Memória do Cotidiano” e “Amazônia Sangrada (de FHC a Lula)”. Esse fato demonstra o que significa fazer jornalismo de verdade na capital do Pará: uma condenação.

Por isso, nós, abaixo-assinados, solidarizamo-nos com Lúcio Flávio Pinto, pedindo a revisão de sua condenação em nome da democracia e da liberdade de pensamento.

==============================

Leia mais>>

15 de jul de 2009

Publicidade de conteúdo e ação

Achei muito interessante e também sintético o post, por isto estou reproduzindo ele integralmente abaixo, só um comentário.

É interessante como a publicidade tem se tornado cada vez mais conteúdo que imagem, é como se as pessoas não mais se contentem com o espetáculo de imagens criado até então, como se estivessem demasiada desconfiadas para continuar comprando conceitos.


Podemos ver esta tendência de uma forma bem rudimentar na ação da Unibanco na Av. Eusebio Matoso (publizitat.blogspot.com/2009/04/passarela-sustentavel-na-eusebio-matoso), e agora nesta ação da Toyota, legal que está já está muito mais relacionada ao produto.


Segue o post do blog Advertido:
Toyota Prius | Solar Wi-Fi Flowers

Flores gigantes foram instaladas em algumas praças públicas de cidades importantes dos Estados Unidos. Essas flores são fontes de energia solar e estão habilitadas para carregar vários celulares e notebooks ao mesmo tempo. As flores solares também oferecem Wi-Fi gratuito. A iniciativa é uma parceria da Toyota com prefeituras de cidades norte-americanas. Neste caso, é o modelo Prius que representa a montadora. O automóvel nasceu com uma “alma verde e ecológica”, concebido para oferecer uma condução sustentável em cidades urbanas.

Leia mais>>

13 de jul de 2009

Futura - Bons Comerciais

Abaixo os bons comerciais do canal Futura. Os três primeiros são de 2007 e os outros 2 são desse ano.










Leia mais>>

Quando a Palestina Triunfar!


Torço para que chegue o dia em que todas as balas de todos os canhões se acabem, e o que restará será a vontade coletiva de um mundo melhor.

E todos os militares, treinados para matar se renderam a vontade de não mais oprimir seus irmãos.

Foto por: Carla Campanati
Leia mais>>

9 de jul de 2009

Nova Mobilização do Avaaz - Dois graus

Recebi este e-mail do Avaaz, que considero de vital importância, por isto estou publicando aqui no Publizitat e no Sustentabilizando, que é outro blog que escrevo.
Leiam e concordando assinem, se puderem ajudem a divulgar por e-mail e em seus blogs. Lembrem se que o encontro do G8+5 já começou, é essencial sermos o mais ágil possível.
Segue o e-mail:
Amigos,
A meta do G8 para conter o aquecimento global poderá ir por água abaixo se o Canadá, Rússia e Japão insistirem em bloquear o acordo de manter o aquecimento abaixo de 2 graus Celsius.
Através de ações de visibilidade e reuniões com delegações governamentais, a Avaaz levará a voz global para o encontro desta semana na Itália, pedindo compromissos climáticos fortes:
Assine a petiçãoTemos poucos meses para chegar a um novo tratado global contras as mudanças climáticas. Só assim poderemos prevenir uma catástrofe climática gerada pelo aquecimento de mais de 2 graus Celsius. Esta semana no encontro do G8+5 na Itália, o Canadá, Japão e Rússia estão tentando vetar um acordo para limitar o aquecimento em 2 graus Celsius, por isso precisamos de uma mobilização global rápida para resgatar as negociações.
Clique abaixo para assinar a petição global, que será entregue pela equipe da Avaaz na Itália diretamente para as lideranças globais através de ações de visibilidade e reuniões com os delegados. Somente envergonhando publicamente os países que estão boicotando as negociações, gerando atenção da mídia, poderemos pressioná-los a rever sua posição. Para garantir um impacto precisamos de pelo menos 100.000 assinaturas – clique para assinar:
http://www.avaaz.org/po/tcktcktck
Os cientistas concordam que se houver um aquecimento de mais de 2 graus Celsius haverá um descontrole dos sistemas climáticos globais – com o aumento de secas, inundações repentinas e o aumento to nível do mar, gerando a disseminação da pobreza e o êxodo de centenas de milhões de pessoas.
Os efeitos climáticos já começaram, mas nós ainda podemos prevenir o pior se os encontros da ONU deste ano tiverem sucesso em chegar a um acordo sobre o novo tratado climático global. As negociações da ONU, culminando no encontro de Copenhague daqui a seis meses poderão definir uma guinada histórica em direção as fontes energéticas renováveis e uma reconstrução econômica baseada na sustentabilidade, deixando assim um futuro seguro para as próximas gerações. Porém, alguns países liderados pelo Canadá, Rússia e Japão, têm barrado as negociações, colocando em risco o tratado climático que irá substituir o Protocolo de Quioto.
Os líderes do G8, junto com outros 11 chefes de estado no encontro paralelo dos “Maiores Emissores”, representam 80% das emissões dos gases de efeito estufa do planeta. E este será o último encontro dos chefes de estado em pessoa antes da negociação final em Copenhague.
Nós sambemos que a pressão de última hora pode afetar as negociações internacionais. Membros da Avaaz e outros grupos da sociedade civil conseguiram influenciar a posição do Canadá e Japão nos momentos finais do encontro climático da ONU em Bali em 2007. No encontro do G8 em Gleneagles em 2005, grupos conseguiram a promessa da duplicação da ajuda humanitária para a África. O Stephen Harper do Canadá e Taro Aso do Japão, assim como outras lideranças, terão eleições nas próximas semanas e meses – por isso eles não vão querer ser envergonhados publicamente durante o encontro. Assine a petição e encaminhe para seus amigos e familiares, nos ajude a resgatar as metas climáticas:
http://www.avaaz.org/po/tcktcktck
De tempos em tempos na história, forças são unidas para gerar mudanças fundamentais na sociedade global. Este pode ser um destes momentos. Se conseguirmos aproveitar o encontro para fazer deste ano o começo da reconstrução das nossas economias reconstruindo a nossa relação com os ecossistemas frágeis dos quais tanto dependemos – nós deixaremos para os nossos netos um legado gravado na abundância das florestas e as correntes do mar.
O futuro da humanidade depende das decisões tomadas por todos nós, nas nossas vidas privadas e na nossa participação política. Juntos podemos determinar o futuro que queremos.
Com esperança, Ben, Taren, Iain, Graziela, Alice W, Luis, Ricken, Pascal, Paula, Paul, Brett, Milena, Margaret, Alice, Raluca, Raj e toda a equipe Avaaz.

Leia mais>>

8 de jul de 2009

Uma visão jurídica da Comunicação Persuasiva

Ao entrevistar o Desembargador da Justiça do Trabalho Federal, o dr. José Maria Quadros de Alencar escreveu uma reflexão por email que achei pertinente postar em nosso blog.

"Nós, juízes, temos a pretensão de também fazer comunicação persuasiva.
Explico.
Os juristas acreditam que o direito é uma ciência (não é, é técnica, mas a maioria de nós acredita que é ciência). Por isso tem um método de aquisição da verdade que também se pretende científico. Como direito também é linguagem - e isso muitos de nós também não reconhecem, mas é - adota-se o método da persuasão racional. Ou seja, as provas produzidas em um processo devem ser examinadas por esse método, elas devem ser racionalmente persuasivas. E para isso as petições dos advogados e as sentenças dos juízes devem ser persuasivas. Mas como persuadir se os juristas adotam um jargão incompreensível? O resultado é que terminamos nos afastando daqueles a quem queremos comunicar a verdade que encontramos por esse método.
Felizmente, tomamos consciência disso e até nossas associações e Tribunais começaram um vigoroso esforço de abolição do juridiquês. Dentro de uns vinte anos talvez tenhamos melhorado alguma coisa e nossas decisões passem a ser persuasivas."

Acho que nós, da comunicação, precisamos conversar e trocar mais com os pesquisadores da área jurídica. Urgentemente!

Leia mais>>

7 de jul de 2009

Davi x Golias (ou jornalista Lucio Flavio Pinto x irmãos Maiorana, donos da Globo no Pará)


A Amazônia e o Pará é um lugar onde o que mais falta é justiça. Justiça social, idônea e comprometida com os mais fracos. A maior prova dessa inversão é a condenação do jornalista Lucio Flavio Pinto, o único jornalista independente da região que realmente enfrenta as elites locais, a indenizar em R$ 30 mil os irmãos Ronaldo e Romulo Maiorana, que pertencem ao clã proprietário do grupo de comunicação cuja TV é afiliada Rede Globo, o mais influente do Estado. São 30 mil reais, por danos morais, em uma das quatro ações indenizatórias que os irmãos movem contra o jornalista, depois da publicação de artigos no Jornal Pessoal, em 2005, a respeito da trajetória do pai deles, o empresário Romulo Maiorana. Além da multa, a Justiça acatou o pedido dos irmãos de não terem mais seu nome veiculado no Jornal Pessoal.

Cabe recurso ainda, mas essa decisão pode ser um prenúncio das futuras decisões judiciais, incluindo as outras nove ações penais que os Maiorana movem contra ele.

O mais interessante é que na decisão, cujo texto vc pode ler aqui, compreende-se que o Jornal Pessoal dá tanto lucro ao jornalista a ponto de ele poder pagar a indenização.

O Lúcio deveria participar do Congresso Internacional da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo, que vai ocorrer em São Paulo nos próximos dias, mas novamente vai ter que cancelar sua participação para resolver esse novo imbróglio.

De nossa parte, leitores do Jornal Pessoal e pessoas que conhecem, admiram e respeitam o trabalho do Lucio, já há movimentação para que essa decisão possa ser difundida, e se possa gerar força de pressão em prol de uma mudança dessa sentença.

Leia mais>>

6 de jul de 2009

Afrolusitanaguarani


Talvez este blog já seja considerado um blog do Diabo, mas que fique claro que isto acontece por causa desta crítica.

Estou reproduzindo abaixo o post do blog da Igreja Internacional, que ao meu ver é irresponsável socialmente ao suscitar o ódio as diferenças, ao classificando como uma infestação os católicos e espiritas do camdomblé.

Além de se constituir como um terrível desrepeito a nossa formação cultural, que é afrolusitanaguarani.



Mudamos de endereço
Julho 5, 2009

excramacao

Nosso blog agora conta com domínio próprio, não mais dependemos do WordPress, que está infestado de católicos e espíritas do candomblé.

Nosso novo endereço é http://www.igrejainternacional.com/

Assinantes do RSS FEED, mudem para o novo para continuar recebendo as atualizações.

Amplexos.

Pastor Silas.


Leia mais>>

4 de jul de 2009

Global Coalition for Peace

Navegando no Ads of the World, encontrei quatro peças estadunidenses muito interessantes sobre o fim da Guerra no Iraque. Muito interessante como pensaram a relação causa-consequência pra ver a guerra:










Ficha técnica (ambas as peças):
Agência: Big Ant International, Nova York, EUA
Diretor Criativo: Alfred Sewon Park
Redatores: William Tran, Francisco Hui
Diretores de arte: Jeseok Yi, Frank Anselmo

Leia mais>>

3 de jul de 2009

Jogo da Cidadania

Olá! Esta é a primeira vez que posto aqui no Publizität, mas acompanho o blog desde que foi lançado.

O Jogo da Cidadania é uma oportunidade prática para o público universitário desenvolver habilidades e conhecimentos necessários ao exercício de uma liderança socialmente responsável, e agregar ao seu currículo um diferencial cada vez mais importante e exigido pelo mercado de trabalho. A edição deste semestre começou em março, e acaba neste mês, com a premiação das melhores equipes.


Fizemos várias capacitações sobre Sustentabilidade, Responsabilidade Social Corporativa e outros temas relacionados, visitamos empresas como Nestlé, Editora Abril, Rede Globo e também conhecemos projetos interessantes como a Feira da Troca Solidária, no viaduto Glycério. Falar sobre cada um destes eventos daria um post enorme, então vou contar aos poucos para não sobrecarregá-lo, caro leitor.

Meu grupo, a Uirapuru Comunicação, criou um plano de comunicação para a Nestlé, propondo alternativas viáveis para disseminar seu conceito de Valor Compartilhado. Veja abaixo o vídeo que criamos para a campanha:



Agora é só aguardar o anúncio dos grupos vencedores, que será no final de julho. Mas, sinceramente, não é pelo dinheiro que fizemos tudo isto. Meu principal objetivo (e depois vi que era o de muita gente também) era conhecer pessoas que também queriam encontrar uma maneira de se desenvolver pessoal e profissionalmente, de maneira consciente e responsável. Não digo que conseguimos, mas pelo menos demos o primeiro passo.

Leia mais>>

"Brasil sil sil"

Fonte da imagem: http://globoesporte.globo.com

Deixo aqui a pergunta: Que faixa você gostaria de entregar ao Presidente ?
Leia mais>>

2 de jul de 2009

Stephany e o Cross Fox

Já me deparei várias vezes pensando sobre a questão de acessibilizar a informação e como esta questão tem se distanciado do plano educacional, a questão que estou trazendo é se de fato acessibilizamos ou se o que estamos fazendo é apenas dar a possibilidade das pessoas produzirem conteúdo, sem que isto signifique acesso a informação.

Quando me refiro a informação estou falando sobre a informação capaz de tornar o sujeito consciente de sua posição no mundo, capaz de se postar como um agente transformador, não apenas ter acesso a um zilhão de conteúdos que não dizem nada.

Para problematizar a questão, sugiro a leitura dos seguintes vídeos:





www.mypix.com.br/site/materiasespeciais/youpix-com-stefhany-resumao - Não consegui incorporar este, mas é a entrevista de 14 minutos.

O interessante destes vídeos, é a visão de mundo da Stephany, que através da capacidade de produzir conteúdo agora é acessível a todos nós. Uma visão álias fruto da irresponsabilidade dos meios de comunicação.

É legal ressaltar o comportamento que a platéia na entrevista, que acredito não possa ser tida como preconceituosa ou comportamentos nesta linha, mas de estranhamento, onde em um mesmo espaço, pessoas completamente difusas se deparam, parte com perfil classe A e B, criada na sociedade paulistana (platéia) e a outra parte é a parte incluida nas novas tecnologias recentemente, excluída por um longo tempo do acesso a informação e agora produzindo conteúdos não tão elaborados ( Stephany), no entanto com enorme identificação entre seus pares, afinal o clipe dela no You Tube tem mais de um milhão de visualizações, e mereceu até mesmo a atenção do Caldeirão do Huck e Volkswagen.




Certamente, se algum membro da Escola de Frankfurt fosse vivo ainda morreria, ao ver estes vídeos, mas a questão que quero deixar, é até quando os publicitários continuaram investindo em campanhas do tipo "Quer pagar quanto" ao invés de acordar para esta nova realidade com real capacidade de mobilização e persuasão.

Leia mais>>

1 de jul de 2009

ATO FORA SARNEY


Ajudando a divulgar, recebi ontem pelo twitter e só pude lançar agora.


Hoje a noite, acontece em São Paulo um ato a favor da retirada de José Sarney da presidência do Senado.

A proposta é que a concentração para o ato aconteça às 19h no vão livre do Masp.

Preferencialmente que venham todos de preto.


Caso não possa participar, saia de preto como forma de apoio ao Ato.


Até lá.

Leia mais>>

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails