5 de out de 2011

Reciclar sempre.

Este Post é de autoria de Luiz Fernando Severo.

Esse já é um assunto muito falado, porém ainda não incorporamos na nossa rotina a separação do lixo para reciclagem, ou seja, o ato simples de separar o lixo seco daquele que é impossibilitado para o reaproveitamento, tratado como o lixo úmido.

Esse hábito acarreta graves consequências para o meio ambiente e consequentemente para nós, que deixamos de enxergar o planeta como um lar que precisa de cuidados. A importância desta mudança acontecer o quanto antes é de extrema urgência, já que que o correto destino dado a objetos como garrafa pet, papel, lata de alumínio e embalagens Tetra Pak diminuiria os índices de poluição.

Vale ressaltar, que há materiais que superam os 100 anos para se decompor na natureza, é o caso do plástico e de alguns metais, e mesmo que não aconteça a coleta seletiva em seu bairro éimportante a separação, pois facilita o trabalho dos profissionais que fazem decatar lixo a sua renda.

O Governo do Estado de São Paulo está começando a fazer a parte dele, com a divulgação de propagandas que falam das necessidades deste tipo de reaproveitamento. Agora, falta nós começarmos afazer a nossa: vamos ajudar a destinar parte dos 241.614 toneladas de lixo* que são produzidos no Brasil para uma das atividades mais sustentáveis que conheço: a reciclagem.

Veja e vídeo abaixo e comente sobre suas iniciativas para um mundo melhor.

1 comentários:

Claudio Eduardo disse...

Parece-me um tanto absurdo ainda não termos um sistema sustentável de coleta, tratamento e transformação do lixo. Não entendo pq nada ou tão pouco foi feito neste sentido.
A última notícia que tive sobre o assunto aqui em Sampa, foi na gestão Marta Suplicy, esculachada por isso, diga-se de passagem.
Tão pouco para quem faz, tanto para quem percebe o impacto desse pouco.

Detalhe: quem assina a propaganda é o Governo Federal, não o Governo do Estado de São Paulo, com dito no texto.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails