21 de abr de 2010

Precisamos parar Belo Monte

Me desculpem se ultimamente tenho construído textos e replicado nos blogs, mas é que tenho visualizado questões de emergência, em que o esforço para atingir um número maior de pessoas é o que mais vale. Se quisermos fazer alguma coisa ,vamos precisar estar juntos para impedir os desastres que se anunciam.

A última questão que tem me feito perder o sono e dado vontade de largar tudo para defender esta causa é a construção da Usina de Belo Monte sobre um dos nossos mais valiosos tesouros que é o Rio Xingú. Se construída, a usina deverá desviar 80% do curso do rio, o que deverá causar um enorme impacto ambiental e o deslocamento dos povos indígenas que estão na região antes mesmo dos europeus chegarem na terra.

O curioso da questão é que apesar do alto impacto ambiental e principalmente social da obra, redes como a Globo tem falado pouco ou quase nada a respeito. Na internet é onde tenho encontrado mais informações, e já que ela está disponível, precisamos ajudar a espalhar a informação. Tem ferramentas fantásticas como o Google News:
e o Google Alerts: http://www.google.com/alerts que nos ajudam a receber a informação que selecionarmos , precisamos usar mais estes meios e ajudar a espalhar estas informações.


Fiz contato com o AVAAZ pedindo a eles que incorporem a causa, mas na atual conjuntura, todo esforço pode ser pouco para barrar esta obra que se promete como a maior obra do PAC e conseqüentemente o maior desrespeito aos povos que ali vivem e subsistem. É um desrepeito a cultura, ao modo de ser daqueles povos. Fechar os olhos para este problema é o mesmo que permitir que a "vontade do progresso" se afirme sobre qualquer outra vontade.

Vejam este pequeno documentário, que deveria ser exibido em horário nobre da rede de televisão e ajude a espalhar, conte pra sua familia, vizinhos, amigos. Mande por e-mail, msn, twitter, orkut, facebook e mais o que puder.



Precisamos nos unir, e ter consciência que qualquer agressão ao nosso próximo, se não fazemos nada, é agressão que amanhã se voltará contra nós. Aqueles que são naturalmente violentos não tem respeito a ninguém, não ache que você será poupado. O único caminho seguro para a paz e a sustentabilidade é o respeito a todas as culturas e todos os povos.
Ajude a promover este respeito.

7 comentários:

assino mamãe… disse...

O pior é que a energia já está quase toda contratada para particulares e o que sobrar poderá ser vendido a preços mais altoa paraa população.
Sem contar que, como 80% será financiado pelo BNDE, é o povo brasileiro que pagará a obra, para usufruto de indústrias de extração e mineração.
Essa negociação vai feder muito. O juiz que deu a última liminar obstando o leilão, deu antes da realização do mesmo, o que configura que o leilão foi realizado à revelia da decisão do juiz.

Rafael Vitiello disse...

é o velho método de oferecer um "desenvolvimento" com base em altas tarifas mensais e outros formatos de estimulo a desigualdade social. Querem inserir a mentalidade capitalista goela abaixo do povo, que vai se matar de trabalhar e se estressar para poder pagar as contas, ter tv, microondas e outros eletroeletrônicos...

Conceição disse...

Belo Monte é a causa mais urgente do Brasil hoje. É ela q vai determinar qual modelo de desenvolvimento esse país vai adotar no século XXI. Eh um absurdo q interesses eleitorais tenham determinado como se jogam as peças do tabuleiro e só vejo um jeito de revertermos essa situação, pela pressão da opinião pública. Valeu pelo chamado Vitório, tb ja escrevi ao Avaaz e aos amigos divulgando esse alerta.

Vitório Tomaz disse...

Estamos tendo um principio de mobilização, olhem este resultado:
http://backtweets.com/search?q=http://publizitat.blogspot.com/2010/04/precisamos-parar-belo-monte.html

Mas ainda falta muito. No dia de hoje fiz diversos contatos e pedi que muitos twitters repassem o link. Pedi também que o Movimento Marina Silva replique a mensagem.

Precisamos nos dedicar, multiplicar. Tem amigos meus engajados nisto. Mas é fato que sem uma mobilização grande não vamos conseguir barrar, a legislação será pouco frente aos interesses econômicos.

Se este absurdo passar, os precedentes serão para absurdos bem maiores, dai a minha grande preocupação. Não podemos permitir tamanho desrespeito.

Vitório Tomaz disse...

A principio, ontem foi dia do Índio né? rs

Reginaldo Nepomuceno disse...

Não, ontem foi dia de Tiradentes, cujo legado (?) é muito mais importante que o dos índios (19/04) ou de Cabral (22/04).

Augusto disse...

Belo Monte é Lula com cara de governo militar. É retrocesso, é insistir no erro de produzir energia com grande impacto e muito longe dos centros de consumo.
O grande problema da energia, hoje, pode ser solucionado com pequenos projetos.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails