9 de jun de 2011

Eduardo e Mônica - O filme (kibado)

Não sou muito fã daqueles hypes que todo mundo esfrega na sua cara nas redes sociais. Isso faz a internet se parecer com os meios de massa, com a diferença de que quem empurra o conteúdo de caráter duvidoso goela abaixo são seus próprios amigos, não uma emissora. Acabei de ver o vídeo "Eduardo e Mônica" da Vivo para o Dia dos Namorados quando tive uma surpresa interessante ao compartilhar no Facebook:




... e este foi o comentário de um amigo, feito logo em seguida:



Nem vou falar muita coisa, apenas que a ATL era operadora de celular em Minas Gerais antes de virar Claro, da mesma forma que a Telesp Celular virou Vivo em São Paulo. o resto é com vocês.

9 comentários:

Rafael Figueiredo disse...

Um cara postou isso no grupo da puc no FB também. Eu acredito que seja uma infeliz coincidência, porque a ideia é comum. Faltou à Vivo e à África verificarem se alguém já tinha executado.

Eu faria um post sobre o vídeo também, porque assim como "A banda mais bonita da cidade", eu não entendi porque tantas pessoas gostaram do clipe da Vivo.

Maria Carolina Fraga disse...

A Vivo já se pronunciou http://abr.io/19Gu

Vitório Tomaz @virts disse...

Acho que todo mundo gostou por que eles conseguiram pegar um pano de fundo comum, que é a Legião Urbana, que foi escutada por gerações. Tivemos um semestre discutindo Mikail Bakitin onde discutiamos o que seria seria sucesso na internet. Agora entendo, vou encontrar o nome do texto e te repasso. A lógica é a mesma para a banda mais bonita da cidade.

Murilo disse...

Fazer um filme desses quando já anunciaram o Faroeste Caboclo me parece uma ideia fraca.

Fernando Barreto disse...

Ok, respeito a crítica mas não passa de uma visão diferente pois imagine se você estivesse na pele do cara da agência que bolou isso tudo... estaria muito feliz com todo esse burburinho gerado. Quanto ao fato de ser plágio pode ser... mas agora com as redes sociais temos uma visão de como os hypes influenciam as pessoas e sua proporção.

Murilo disse...

Ta ai o problema. O cara da agência que fez deve mesmo estar super feliz. Falta autocrítica no mundo.

Anônimo disse...

Não acho que foi plágio: http://www.youtube.com/watch?v=Q__bDu-B9N4

Conceição disse...

Alguém comentou no face q o video hj chegou a + de 5 milhões de views. Fora qtos já viram na TV e nos cinemas de todo país. Acho q foi uma sacada da Vivo: juntar dia dos Namorados e Legião p recontar a história de 2 personagens míticos da juventude. Melhor ainda, eu acho, é usar o video clipe, gênereo q anda meio "morno", pra dar um recado legal: direção de arte, casting, luz, a O2 dá um show e por isso as pessoas assistem e gostam. Nos tempos de internet, o plágio será recorrente. Alguns estão acusando a Vivo e Africa de terem tentado tirar o comercial da ATL do You Tube. Não acredito, mas se foi isso, besteira, a net é incontrolável.

Raphael Souza disse...

Não acho que foi tão copiado assim. Atravéz da música não tem como não sair daquela imagem, embora existam algumas semelhanças como o horário que o Eduardo acorda - como mostrei lá no álbum do facebook: http://migre.me/5agoK - e tb a posição da cama. Mas acredito que de resto é bem diferente. O modo como eles se encontram, como trocam os celulares e tal.
Acho o da África mais completo e tal. Bem bacana.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails