21 de jan de 2009

Carta Branca - parte I

A MICA, empresa que distribui cartões publicitários em São Paulo e algumas outras cidades do Brasil, lançou no começo de 2008 o concurso Carta Branca.

A proposta foi que designers, fotografos dentre outros propusessem lay-outs com temas ligados a questão da sustentabilidade, os melhores cards foram veiculados pela MICA e serão veiculados em Cannes.


O legal do concurso é que a MICA está propondo uma ação participativa, que força um núcleo de pessoas a pensar sobre o meio ambiente, a falha clássica é que ela esquece que acões de sustentabilidade devem estar fundamentadas também no social, erro que a maioria das empresas comete sem ter ciência.

Ocorrido o concurso, o blog Publizitat irá comentar o resultado ao longo das próximas semanas.

Começando neste post pelo trabalho do Tiago Pimentel, scaneado abaixo. Tive o cuidado de scanear dois de seus cartões propostos, e questionar quanto ao ruído que suas estéticas provocam, uma vez que ao mesmo tempo em que um cartão fala da possibilidade de termos um planeta que acaba em água, outro nos fala da escassez de água, trazendo problemas opostos, gerando mais confusão que consciência.

No verso do cartão, há uma mensagem quanto a especificidade das condições climáticas do nosso planeta, o que aparentemente fica desconexo do contexto das fotos para um leigo, finalizando com a mensagem que depende de cada um mudar o planeta.

O que complementa e acaba por trazer alguma mensagem ao card é o texto padrão da MICA, veículado em todos os cartões, e que descreve uma série de ações que podemos adotar no dia-a-dia.

De maneira geral percebe-se uma intenção sincera de lidar com a questão, mas ainda falta muita informação e engajamento.

Mais informações sobre o concurso em: http://www.mica.com.br/cartabranca/







1 comentários:

Conceição disse...

Boa análise Vitório. Vamos aguardar o resultado e ver o que e quem a Mica vai premiar. Torcemos por um card inovador.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails