5 de abr de 2011

Reality show ecológico na Amazônia. Um big brother verde?

Esse post é de autoria da Paula Rumachella.

A Record em parceria com a Endemol está produzindo um reality show ecológico intitulado “Amazônia”.

Um acampamento será montado na floresta Amazônica onde 12 participantes de diferentes áreas, entre elas artistas plásticos, publicitários, celebridades, empresários, ficarão responsáveis pela realização de provas com objetivos de promover a sustentabilidade na região. Para que isso ocorra, “Amazônia” tem o apoio do governo local e da ONG Fundação Amazonas Sustentável, financiada em grande parte pelo Bradesco, que ficará responsável pela concepção das provas.

A estrutura do acampamento será permanente, pois a Record visa outras edições e até uma “carreira” internacional. As gravações começarão nos segundo semestre de 2011 e estão previstas para durar um mês, o programa em si terá a duração de três meses e o ganhador levará para casa R$ 1 milhão de reais.

Uma iniciativa interessante e inovadora, pois será o primeiro reality show com temática ecológica, mas, por outro lado, qual será o real impacto desse reality show? Durante um mês uma equipe de televisão construirá um acampamento e ficará dentro da floresta Amazônica filmando ininterruptamente, mas será que somente na região Amazônica cabem ações sustentáveis? Será que essa proposta não poderia ser aproveitada em outros lugares do Brasil, não tão óbvios?

4 comentários:

Claudio Eduardo disse...

Confesso a vc Paula, que fiquei curioso para assistir esse reality.

Não pela boa intenção em promover a sustentabilidade, pois dado o prêmio do programa, os reais interesses da emissora, bem como da Endemol, dos participantes ou dos outros envolvidos se mostram claros.

Minha motivação parte mesmo é de como lidarão com essa mensagem. O que entendem e como passarão adiante o conceito de sustentabilidade através de um formato de programa que ainda possui tantos telespectadores assíduos?

Será que irão para o paredão aqueles que tomarem banhos longos e jogarem lixo nos rios amazônicos? ou farão algo sério, que abriria de fato o diálogo sobre a imediata ação que favoreça a consciêntização de cooperação mútua entre as pessoas e organizações, visando as necessidades individuais, mas também comunitárias e do meio em que habitam hoje e que outros habitarão, quem sabe, outro dia?

Vou dar uma espiada, pelo menos...

Claudio Eduardo disse...

Ah! Esqueci de dizer que não será o primeiro reality com a temática sustentabilidade da tv brasileira.
Já existe o Ecoprático (www.ecopratico.com.br), um programa desenvolvido e exibido pela TV Cultura.

Ele propunha mudanças que visavam o bem estar de distintas famílias através de reformas em seus lares, sejam elas estruturais ou sociais.

É isso.

Lauro Lacorte disse...

Acredito eu que não vai dar audiênciam nenhuma porém é um ato de boa vontade para com o Brasil neste momento.
Infelizmente, o público só quer saber de sexo, festa e música. E eu duvido que a Record ganhe nessa. Mas tomara que consiga sucesso.

Lauro Lacorte disse...

Acredito eu que não vai dar audiênciam nenhuma porém é um ato de boa vontade para com o Brasil neste momento.
Infelizmente, o público só quer saber de sexo, festa e música. E eu duvido que a Record ganhe nessa. Mas tomara que consiga sucesso.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails