29 de set de 2010

Consumo inteligente da água

Este post é de autoria da Patricia Perressim

Todos sabemos que a água, mesmo de extrema necessidade para a sobrevivência, é pouco valorizada no nosso cotidiano. Estima-se que em menos de 30 anos a água potável terá um preço absurdamente alto, e se formos pensar proporcionalmente, o que são 30 anos? pouquissimo tempo ... A realidade é que se tudo continuar como está, nossos filhos, sobrinhos e netos não terão nenhum vestígio do que nós usamos sem consciência antes.
Então porque não usar a água de forma inteligente? O destino das águas da chuva pode ser positivo ou negativo ... a água pode ir esgoto abaixo, em lavagem de carros e calçadas, em banhos e descaragas demoradas, e até em torneiras abertas durante a escovação dos dentes ou que pingam o dia todo. Mas se essa água fosse poupada, sobraria para o consumo do que é realmente necessário como: beber água, preparar alimentos, tomar banhos rápidos, lavar louças e roupas etc.

No Brasil há uma contradição em relação a água: nosso país tem 53% de água doce da América do Sul e o maior rio do Planeta, o Amazonas, mas, por outro lado é um dos países que mais desperdiça água no mundo. Como apenas 0,65% da água do planeta é água doce, própria para o consumo humano, uma das soluções mais apropriada é desenvolver tecnologias para transformar água salgada em água doce.

Esta é uma propaganda produzida pela WWF que usa o slogan "Adote uma atitude pelo planeta" que mostra que a próxima geração poderá fazer o que a nossa não fez. O problema é saber se já não será tarde demais.

1 comentários:

Luiz Fernando disse...

Patricia Perressim, parabéns por abordar este tema, o post é claro e traduz o que podemos fazer para ajudar-nos a viver, ajudar o planeta a viver, aqueles atos como fechar a torneira ao escovar os dentes, que parecem bobos, em um mês ou um ano, traduz como é importante abordar este tema e esclarecer o significado de tais atitudes!!! abraços a todos

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails