29 de nov de 2009

Obesidade infantil e publicidade de alimentos para crianças são tema de livro do CONAR

Hoje estava zapeando a TV quando encontrei na Globo News um programa especial sobre o 31o prêmio profissionais do ano e um debate com a Monica Waldivogel e 3 publicitários, um representante do CONAR, um da ABAP e um representante da criação. Eles discutiram sobre os limites éticos da propaganda e a questão da censura. Os três defenderam a liberdade de expressão comercial, citando uma vitória parcial do setor com o recente parecer da AGU contra as restrições que a ANVISA queria impor a propaganda de medicamentos. A crescente tendência restritiva do governo em relação a propaganda comercial é louvável em alguns casos. Sobretudo no que tange a comerciais voltadas ao público infantil. Daí a importância de obter e ler o livro que o CONAR está lançando, "O fator publicidade de alimentos e refrigerantes e sua relação com a obesidade - Produtos seguros, alimentação balanceada, atividade física e informação: a dieta do Conar", que defende outra posição. Somente nos informando sobre os diferentes pontos de vista poderemos chegar a uma opinião sobre esse tema controverso. Este livro deveria integrar a bibliografia básica dos cursos de Publicidade porque boa parte dos alunos do curso tem pouca ou nenhuma informação sobre o importante papel do CONAR e menos ainda sobre os limites éticos desta profissão.

A organização de texto do livro é de Rafael Sampaio. Exemplares podem ser solicitados pelo e-mail conar@conar.org.br.

0 comentários:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails