22 de mai de 2009

O que restou da publicidade brasileira ?

Há alguns anos eu ouço o som da Feist e o Broken Social Scene, banda com a qual ela colaborou/colabora. E tamanha foi minha supresa quando vi o recente comercial da lavadora Brastemp, chega a ser vergonhosa a semelhança entre o filme publicitário e o clipe da música "1,2,3,4" da cantora canadense. Isse tipo de "referência" tem se tornado corriqueira. Há, por exemplo, o caso de um comercial do Terra de uns 2 ou 3 anos atrás que era parecido com o clipe de "Girl" do Beck.
Eu pergunto: O que aconteceu com nossa criatividade ? Cadê a ginga brasileira, o drible, a inovação ? O país de Messi ficou com tudo ?

Feist - 1,2,3,4


Comercial Brastemp

7 comentários:

Conceição disse...

E olha q a Talent é uma agência ética, mas essa campanha realmente é complicada do ponto de vista criativo.

Rafael Figueiredo disse...

A "criação" é da DM9DDB

Claudio Eduardo disse...

É,
essa campanha não é assim...
uma Brastemp. Mas tem gente que faz. Tem gente que aprova. Tem gente, até, que paga por ela.
Mas, "cê" preocupa não. Logo lançam outro clip, quer dizer, outra campanha.

Conceição disse...

Se é da DM9DDB agora, o fato se explica um pouco mais. As agências estão perdendo verbas, criatividade, mas sobretudo, estão perdendo legitimidade junto aos anunciantes. E tudo isso pq insistem em achar q apenas um filme genial vai fazer o cliente vender mais. Por outro lado, há muitas pequenas e médias agências fazendo trabalhos excelentes de comunicação integrada.

Vitório Tomaz disse...

huhauhaua... chega a ser nojento, pior que tem filmes como estes que as vezes até ganham Cannes.

Rê Mupy disse...

se o público ainda tivesse a referência, poderia fazer algum sentido....maaaas tá na cara que foi simples preguiça de criar.

Caren disse...

Nos dias atuais,tem muita gente associando por aí,que ética e lucro não combinam em nada...Pela soma,optam em pagar pelo preço do "plágio".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails