8 de jun de 2009

Grandes Jornais x Blog da Petrobras: de que lado ficar?

O blog Fatos e Dados que a Petrobras criou para se defender de ataques sistemáticos de alguns jornais nacionais (Folha, Estadão e O Globo), e da nota da ANJ (Associação Nacional dos Jornais),
já teve record de acesso na rede.

Do blog do Luis Nassif, vem a noticia de outro blogueiro, o Idelbert:
"Eu estou acompanhado em detalhes a movimentação há 72 horas. Eu lhe digo: blogo há cinco anos e nunca vi nada igual. No Twitter, o @blogpetrobras acumulou milhares de citações em umas poucas horas. O blog propriamente dito, em 12 horas, sem link de nenhum portal, recebeu 25.000 visitas (às 5 da manhã, eles estavam em 62.000; agora, em 87.000)."

Leia um trecho da Nota da ANJ:
"A Associação Nacional de Jornais (ANJ) manifesta seu repúdio pela atitude antiética e esquiva com que a Petrobras vem tratando os questionamentos que lhe são dirigidos pelos jornais brasileiros, em particular por O Globo, Folha de S.Paulo e O Estado de S.Paulo, que nas últimas semanas publicaram reportagens sobre evidências de irregularidades e de favorecimento político em contratos assinados pela estatal e suas controladas.
Numa canhestra tentativa de intimidar jornais e jornalistas, a empresa criou um blog no qual divulga as perguntas enviadas à sua assessoria de imprensa pelos jornalistas antes mesmo de publicadas as matérias às quais se referem, numa inaceitável quebra da confidencialidade que deve orientar a relação entre jornalistas e suas fontes.
Como se não bastasse essa prática contrária aos princípios universais de liberdade de imprensa, os e-mails de resposta da assessoria incluem ameaças de processo no caso de suas informações não receberem um “tratamento adequado”.

A resposta da Petrobrás:
"O blog foi lançado com o objetivo de apresentar fatos e dados recentes da Petrobras, o posicionamento da empresa sobre as questões relativas à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), e garantir a total divulgação dos esclarecimentos solicitados pela imprensa e as respectivas respostas enviadas aos jornalistas. A Petrobras respeita os princípios universais de liberdade de imprensa, tanto que, em nenhum momento, se esquivou de responder às perguntas enviadas, de forma direta e clara. Tampouco, usou de qualquer meio para evitar a publicação de reportagens e notas, mesmo quando a empresa está sendo atacada.
A noção de confidencialidade e sigilo, como a própria nota da ANJ registra, é um princípio que norteia a relação dos jornalistas com suas fontes (pessoas ou empresas, consultorias). O objetivo principal é preservar aqueles que passam informações aos jornalistas e que, por qualquer motivo, precisam ou querem se manter no anonimato. Mas não há compromisso semelhante de confidencialidade e sigilo da fonte para o jornalista, pois isso limitaria o próprio caráter público e aberto da informação".

Ou seja, a grande imprensa, pela primeira vez, vê uma contra corrente de informação ganhar força de viral e isso assusta. Em relação a disputa de poder, de fundo são os aliados e adversários do PT e de Lula na arena para um debate público e feroz. Acho que isso é só o começo da corrida presidencial, cuja briga promete mas, infelizmente para nós, há muitos e maiores interesses em jogo do que a dito acesso da sociedade brasileira à verdade. Mas é preciso ficar atento e, por enquanto, a Petrobrás se sai melhor.

0 comentários:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails