26 de abr de 2009

Comunicação x Comunicação

Quis postar aqui alguns comerciais para discutirmos.
O primeiro é um recente da Olympikus:

Esse anúncio, na minha opinião, incentiva a prática esportiva não para que as pessoas se enquadrem num conceito massificado de beleza, não para serem glorificadas por isso, mas por elas próprias, para um bem estar individual. Confesso que me senti inspirado.

O segundo é um recente da Havaianas:


Esse é o contrário do primeiro, enquanto comunicação. Ele incentiva consumidores a não pensar na crise e a comprar chinelos (?!). Será que é a melhor maneira de vencer uma crise econômica ? É o consumo que nos salvará ou a economia denuncia a falência do sistema ?

O terceiro é do Boticário:


O comercial busca ir na contramão de comunicações pela "real beleza" ou "bem estar bem". É legal reiterar um conceito de beleza ditatorial só para diferenciar uma marca da outra ? Outra coisa muito preocupante é que o comercial diz que uma das expressões artísticas mais contemporâneas, o Grafite, é feia, suja, mal pro entorno, seria melhor se os muros fossem brancos.

2 comentários:

Conceição disse...

Seus comentários são pertinentes Rafael. E o mais irônico é ver o Marcus Palmeira, q temum quadro sobre as mudanças climáticas no fantástico, participar d um comercial que denigre a imagem das pessoas que se preocupam com o meio ambiente. Ele e seus amigos tiram sarro da "ecochata", divertindo-se com o que ela diz. No mínimo, inconsequente.

Jorge Ramiro disse...

Eu trabalho no departamento de marketing do uma empresa Itaim Bibi e parece um post interessante.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails