11 de abr de 2009

Katyn - Um excesso que não pode ser repetido



Nesta sexta-feira santa fiz juz ao feriado e fui refletir um pouco sobre morte e vida, já que este foi o tema do feriado né?

Fui assitir Katyn no Cine Bombril, com um amigo, um filme bastante forte, no entanto fruto de uma história real que me fez questionar sobre alguns pontos de vista e algumas construções que divido com vocês agora:

 - Ficou claro para mim que esta Publicidade que temos hoje, assim como tantas outras coisas como o microondas, a canola, os videogames e tantos outros são frutos da guerra, e este é um bom motivo para que façamos uma reconstrução deste modelo.

No filme, o episôdio ocorrido em Katyn, durante a invasão Nazista a Polônia na segunda Guerra, ambos os oponentes, Nazistas e Soviéticos se utilizam deste massacre para levar o povo a lutar a seu favor.  Fazem isto através de filmes publicitários ou jornalisticos. No final é esclarecido o lado responável pelo massacre, porém o filme deixa claro que esta foi uma estratégia utilizada por ambos para facilitar seu avanço.

 - A partir do filme me coloquei a questionar se o que eles mostram lá são anúncios ou reportagens, já que a linguagem e apelos em muitos momentos são convergentes, pensei que o ideal, em um mundo sustentável, seria termos uma publicidade com o nível de responsabilidade que o jornalismo deveria ter, e não como a atual que visa esmagar a concorrência ao invés de explorar nichos adequados ao seu produto e coexistir.


Vejam o filme e depois tragam sua opniões.

0 comentários:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails