2 de ago de 2009

"Lei de Gérson"

Assisti há poucas horas na Cultura um documentário sobre ética produzido em 1991. Não foi nenhuma surpresa descobrir que praticamente nada mudou na cultura do brasileiro nesses 18 anos. Sempre há o "jeitinho", a esperteza.
O que me chamou a atenção no doc. foi exatamente uma campanha de cigarros que ilustra isso. A campanha faz uso da imagem de Gérson de Oliveira Nunes, grande jogador de futebol. No comercial, o camisa 8 do tri em 1970 diz "Gosto de levar vantagem em tudo" (o que ficou conhecido na época como "lei de Gérson"). Chega a ser uma metalinguagem, os criativos usaram desse argumento para alcançar a identificação do público e "levarem vantagem" em cima dos consumidores. Afinal, "malandro é malandro e mané é mané" (até hoje).


Gérson (Década de 1970)


Ronaldo (Década de 2000)

3 comentários:

Murilo disse...

Parece que depois ele se arrependeu de ter associado a imagem dele à essa campanha. Jogava muito, pelo que ouvi.

Abraço.

Conceição disse...

Bola dentro Rafa. E depois dizem q a propaganda não tem a força q diz ter. Se não fosse assim, q outro mecanismo de comunicação teria influenciado tanto a sociedade no sentido da Lei de Gérson? Daí a importância da propaganda responsável, num país em q o descaso com o outro tem força de lei.

Raphael Souza disse...

Não entendi qual a relação dos dois comerciais.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails