18 de ago de 2009

Sustentabilidade no Google Insights: Então é isso?

Há algum tempo atrás, conheci o Google Insights, plataforma que analisa uma parte das pesquisas feitas no Google para calcular quantas pesquisas foram feitas pelos termos escolhidos em relação ao número total de pesquisas feitas no Google ao longo do tempo. Trocando em miúdos, é uma espécie de ranking de pesquisas feitas no próprio Google.

Resolvi então pesquisar algumas palavras relacionadas ao nosso blog pra ver como o mundo se interessa por elas. Veja no que deu: (clique nas imagens para ampliar)
  • Sustentabilidade

Fiquei contente em ver que o assunto está cada vez mais pesquisado, mas.. por quê as pesquisas sempre caem nos meses de Dezembro, Janeiro e Julho? Será que tem alguma relação com as férias? Fiquei com uma pulga atrás da orelha ao pensar que o interesse das pessoas tem a ver com as condições de consumo (é nestas duas épocas que se consome mais, deixando o planeta de lado). Mas isso é discussão pra outro momento e não vou sair do assunto. Por enquanto.

  • Sustentabilidade e Responsabilidade Social Corporativa
Apesar de ser um conceito cada vez mais abordado pelas empresas nos últimos anos, dá pra ver abaixo que interesse de quem tá do outro lado (ou seja, os consumidores) oscila ainda mais. Não queria relacionar novamente com o consumo, mas parece que esse assunto ainda é visto como moda, e não como atitude. Pano pra manga.


Ambos os assuntos oscilam muito durante o ano, mas por algum motivo sustentabilidade está gerando mais interesse que RSC. Meu maior medo era que fosse apenas uma nova palavra da moda, mas não é bem assim: Em algum momento da nossa história, alguém achou que motores a vapor, o rock and roll e até a internet seriam modas passageiras. Ledo engano. Prova disso acontece quando comparamos quatro termos com muito em comum: sustentabilidade, responsabilidade social, meio ambiente e reciclagem (abaixo). Basta lembrar que em Junho se comemora o Dia do Meio Ambiente, e certamente este assunto leva aos outros.

  • Panis et circenses
Se o brasileiro ainda não tem tanto interesse em sustentabilidade e RSC, então tem interesse no quê?
Acertou quem disse redes sociais digitais e entretenimento! Orkut, jogos, vídeos e músicas estão no topo das pesquisas mais comuns por aqui:



Antes que me acusem de ter complexo de vira-lata, vale lembrar que nos maiores países do mundo o cenário é o mesmo. Se é bom ou ruim, não sei. Mas em relação ao Brasil só muda o nome do site. Veja:

Estados Unidos:


Japão:


França:

Reino Unido:

Austrália:

Vou deixar uma conclusão em aberto pra este post. Não acho correto apontar tão cedo o que causa ou inibe o interesse em determinadas épocas do ano, pra não ficar no achismo ou na superficialidade. Pretendo aprofundar este tema na relação entre consumo e conscientização, que já estudo há algum tempo. Enquanto isso, fica a dúvida: Existe uma forma de gerar interesse´pela sustentabilidade através do consumo sem corromper seu conceito?

4 comentários:

Murilo disse...

Belo post!

Acredito que as pesquisas sobre o tema da sustentabilidade sejam mais frequentes para fins acadêmicos e empresariais (tendem a crescer), sendo menores nos meses de Julho e Dezembro/Janeiro, que são geralmente períodos de férias.

Melhor seria se o interesse pelo assunto independesse das obrigações profissionais.

Parabéns pelo post,
Murilo.

Conceição disse...

Acho q há duas questões. Uma é que a palavra sustentabilidade é mais global do q a RSC. E outra é q propria RSC já foi RSE, e o S pode significar Social ou Socioambiental. Enfim, o que o Google Insight vem confirmar é que o interesse pelo tema veio para ficar, mas esse conceito ainda precisa ser traduzido para o grande público. And I have a dream de que um grupo de alunos (ou ex-alunos) da PUC partisse do interesse das pessoas por orkut, you tube, fotos etc... para criar uma campanha de popularização do termo. No Brasil real, a sustentabilidade vira suntenta... o que???? O povo não sabe, não ouve falar e reage com muita desconfiança a um nome tão complexo. De alguma forma, essa é a função da propaganda: dar a conhecer para convencer. Valeu pelo post Regis.

Flávio peralta disse...

Aproveito para fazer um Convite.
Convite palestra Flávio Peralta, Prezado Senhores.
O Sintesp sindicato dos técnicos de segurança do trabalho no estado de são Paulo em parceria com a revista proteção e outras entidades vem pela presente convidá-lo a participar expo proteção e palestra Flávio Peralta acidente trabalho que levou amputar os braços criador site amputados vencedores evento gratuito público esperado 3.000 mil pessoas, 3º Enec – encontro estadual dos cipeiros, que será realizado no dia 28/08/2009 09h00min da manhã horas na expo Center norte – pavilhão azul – são Paulo, dentro da programação da expo proteção. Rua José Bernardo pinto, 333 - vila Guilherme
As conseqüências do acidente do trabalho para o trabalhador
Atenciosamente,
Armando Henrique
Presidente
Maiores informações palestrante site abaixo
www.amputadosvencedores.com.br
Abaixo site para inscrições
www.sintesp.org.br
Inscrições para palestra enviei e-mail para.
eventos@sintesp.org.br

Claudio Eduardo disse...

"Existe uma forma de gerar interesse pela sustentabilidade através do consumo sem corromper seu conceito?"

Caro colega... Perguntinha difícil essa sua, pois o conceito de um vive a corromper o conceito do outro. Sustentabilidade preza pelo consumo consciente, o que não é legal para a ideia de consumo puramente ligada à grosseira economia, ideia a qual ainda preservamos.
Penso que o produto ou serviço idealizado de forma sustentável já tenha uma "boa participação boa", mas é fato que ainda fala baixo perante a tantas outras "necessidades" dos consumidores.

Acho que é por aí mesmo Conceição. Publicitários, ou ainda aspirantes, possuem esse "poder" de divulgar o conceito de sustentabilidade, mas
quantos têm o aval de empresas que além de divulgá-lo realmente o representa? E quantos somos que faríamos com a responsabilidade que tal tarefa pede?

É caro colega, não sei responder. Só perguntar.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails